Wednesday, September 17, 2008

Raridades da História de Portugal

Há dois períodos da História de Portugal que praticamente não são ensinados na escola nem são falados em lado nenhum. Refiro-me ao período visigótico, depois dos romanos e antes dos árabes, e à Primeira República.

O período visigótico é historicamente muito curto e anterior à fundação e talvez seja por isso que não se lhe presta atenção quase nenhuma. Quanto à Primeira República, as eventuais razões para o seu quase silenciamento são talvez mais interessantes de descobrir e de debater. Mas visto que a instauração da República está prestes a celebrar o primeiro centenário, é verdade que há cada vez mais publicações dedicadas ao tema.

A História de Portugal, país fundado ou tornado independente ou "upgraded" de condado a reino em 1143, é bastante longa. Mas nem por isso deixará de ser interessante conhecer o que se passava no território que viria a ser Portugal antes da fundação.

Talvez seja outra vez o nosso interesse pelas coisas menos faladas, pelas coisas deixadas de fora. Sabe-se e fala-se do Império Romano na Península Ibérica. Sabe-se, supomos nós, bastante sobre isso. Mas porque não investigar e falar mais do período visigótico? E, já agora, e uma vez que as culturas árabe e muçulmana têm estado tanto na moda, porque não falar mais do período muçulmano da História de Portugal, ou da História do território ou de parte do território que viria a ser Portugal?

A Primeira República é um período curtíssimo mas com uma miríade de acontecimentos, revoluções, regimes, ideologia e, sobretudo, de governos. Tendo durado apenas 26 anos, supomos que seja um dos períodos mais densos em factos da História de Portugal. Porque não investigá-los e publicá-los? Porque não dar-lhes maior atenção?

Mais uma vez, oxalá que haja tempo para!

|

Links to this post:

Create a Link

<< Home